domingo, 1 de janeiro de 2012

87ª Corrida Internacional de São Silvestre, embaixo de chuva

Mais uma vez a São Silvestre aconteceu em meio a polêmicas. Dessa vez a medalha não foi entregue antecipadamente no kit, mas a "organização" da prova (Yescom) conseguiu criar outros problemas mais sérios para os corredores dessa tradicional prova de São Paulo.

A prova começou com bastante atraso, embaixo de uma forte chove que caia sobre a cidade. Vinte e cinco mil participantes procuravam seu espaço, seja para aparecer na rede Globo ou para tentar iniciar um passo de corrida. Dada a muvuca pelo excesso de corredores, caminhantes e fantasiados, foi difícil começar a correr de fato. Em dado momento, tivemos que desviar da calda de um dinossauro que caminhava na Paulista.

Começava na sequência a grande novidade da prova, a mudança de seu percurso. Já não mais desceríamos pela Consolação, mas fomos pela Dr. Arnaldo e a forte, forte mesmo, descida da Major Natanael rumo ao glorioso estádio do Pacaembu, palco da vitória do Corinthians no último campeonato brasileiro.

Dessa vez não faltou Gatorade e água durante a prova, o que foi um ponto positivo. Em anos anteriores, os moradores refrescavam os corredores com mangueiras de suas residências, nesse ano essa atribuição ficou para São Pedro que lavou a cidade. Um banho de liberdade no último dia de um ano que foi muito bom para mim.

A Brigadeiro chegou mais cedo, o que foi bom para encarar com mais facilidade os 2 Km de subida. A novidade foi que após a subida não viramos a direita na Paulista, mas seguimos em frente na agora descida da Brigadeiro.

Mais 2 Km e chegamos no Ibirapuera. Mais uma prova cumprida. A última do ano.

Na dispersão, outro desafio nos esperava: um lamaçal. Com os pés molhados e agora cheios de lama, pegamos a medalha. Por sinal, muito bonita, o que foi outro ponto positivo da prova.

Só que a aventura não acabou por aí, afinal de contas a chegada da prova foi longe do metrô e novamente subimos a Brigadeiro, dessa vez em um ritmo mais lento.

Apesar dos problemas, a São Silvestre é a São Silvestre, uma prova divertida. Corri sem me preocupar com tempo. Corremos juntos eu e meu irmão durante todo o percurso. Foi uma prova para fechar o ano com chave de ouro, de alma lavada, com uma ajudinha extra de São Pedro. Já estou contando os dias para a próxima.

7 comentários:

  1. lucia.persio@hotmail.com1 de janeiro de 2012 21:52

    Eu amei ..apesar que eu corri so 2km ..por estar gravida de 8 semana ...comecei a correr depois da elite masculina , estava com a capa de chuva tive que tirar eu errei começar a correr assim que terminou a elite porque logo atras so tinha corredor bom então tive que por muita velocidade ..ai fui confundida com primeira mulher do pelotão geral a correr e fui muito aplaudida mas nao fiz isso de proposito nao tinha pensando nessa hipótese achei que ia me misturar com os corredores..mas enfim acabei sendo destaque da chegada ....

    ResponderExcluir
  2. Alessandro
    Parabéns pela participação nessa que é uma das festejadas corridas do Brasil.
    FORTE ABRAÇO
    CRIS & OLIVEIRA

    ResponderExcluir
  3. Eu assisti de camarote, pois moro no trecho da Brigadeiro que passou a fazer parte da corrida. A sorte foi a chuva, pois senão não ia ter espaço para as pessoas passarem na estreita calçada. A quantidade de gente que subiu e depois desceu a brigadeiro (falo de não corredores) foi impressionante. Logo após a largada muita gente deslocou-se para o Ibirapuera, mesmo antes dos corredores e, não fosse o policiamento ostensivo e a chuva, o pessoal teria invadido o asfalto.

    ResponderExcluir
  4. Eu assisti de camarote, pois moro no trecho da Brigadeiro que passou a fazer parte da corrida. A sorte foi a chuva, pois senão não ia ter espaço para as pessoas passarem na estreita calçada. A quantidade de gente que subiu e depois desceu a brigadeiro (falo de não corredores) foi impressionante. Logo após a largada muita gente deslocou-se para o Ibirapuera, mesmo antes dos corredores e, não fosse o policiamento ostensivo e a chuva, o pessoal teria invadido o asfalto.

    ResponderExcluir
  5. Eu assisti de camarote, pois moro no trecho da Brigadeiro que passou a fazer parte da corrida. A sorte foi a chuva, pois senão não ia ter espaço para as pessoas passarem na estreita calçada. A quantidade de gente que subiu e depois desceu a brigadeiro (falo de não corredores) foi impressionante. Logo após a largada muita gente deslocou-se para o Ibirapuera, mesmo antes dos corredores e, não fosse o policiamento ostensivo e a chuva, o pessoal teria invadido o asfalto.
    Parabéns e bom ano para todos nós!

    ResponderExcluir
  6. Olá! foi a minha primeira São Silvestre e confesso que toda corrida é uma emoção, mas essa foi uma emoção indescritível! eu não senti os meus pés no chão, parecia que estava voando! muito feliz mesmo! si Deus quiser eu estarei novamente no final do ano. um abraço!

    ResponderExcluir

Sua opinião, dica ou qualquer outro comentário é muito importante para tornar esse blog vivo. Valeu pela visita! Alessandro

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...